genival morreu em 2 de dezembro de 2004

dezembro 1, 2008

preparar postagem e missa

SECRETARIA DE SAÚDE

outubro 28, 2008
A saúde de Parauapebas, contestada nos últimos oito anos, tanto na última administração Bel Mesquita quanto nos quatro anos de Darci deverá ser encarada pelo prefeito como uma das prioridades para a próxima gestão.

É notório que houve uma melhora significativa a partir de maio de 2008 quando o Dr. Charles Agnello Borges II, assumiu a direção do Hospital Municipal, levando àquela Instituição profissionalismo e carisma para com os funcionários. O que se viu foi uma diminuição rápida das filas na emergência e ambulatórios, melhor qualificação do pessoal, além de um prazer em servir por parte dos funcionários.

Dr. Charles faz parte do PT (DS) de Darci e Ana Júlia e, tem junto a estes, grande prestígio e apoio nas decisões.

Com o novo governo em 2009, nada mais justo e benéfico para a população e para a carreira política de Darci, que a efetivação de Dr. Charles à frente da Secretaria de Saúde do Município. Competência, honestidade, dinamismo e credibilidade com os funcionários são requisitos indispensáveis ao futuro Secretário. Isso Dr. Charles já demonstrou ter de sobra.

A participação do PDT de Evaldo na atual Secretaria de Saúde, longe de ser vista como há quatro anos, onde houve uma fase de transição política, deve ser lida hoje como catastrófica. Tanto no sentido da ingerência do Vereador do partido, Adelson, como no sentido administrativo e até familiar (a participação de sua cunhada D. Renilda da Karibe, foi desgastante politicamente para a administração). Parauapebas é hoje líder em Dengue e pode-se dizer que Evaldo não administrou com céu de brigadeiro. Apesar de mantido no cargo, saiu-se enfraquecido nas eleições, onde esperava ser o vice na chapa encabeçada por Darci.

Darci deverá nomear para o próximo mandato, um secretariado mais técnico. Os acordos políticos de sua primeira eleição foram mantidos, na medida do possível. Para esse pleito, tais acordos foram feitos visando essa administração técnica a ser implantada.

A decisão, na questão da saúde, será sempre do gestor, que poderá optar novamente pela “OPÇÃO” política ou para o bem do município, pela técnica com a efetivação do Dr. Charles Borges. É aguardar pra ver quem tem garrafa seca pra vender.

NOVAS ELEIÇÕES

outubro 28, 2008
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) já está com esquema todo preparado para realizar novas eleições para prefeito em Santo Antônio de Pádua e em Bom Jesus de Itabapoana. Os eleitores das duas cidades terão que voltar às urnas porque os votos anulados pela Justiça Eleitoral – dos candidatos a prefeito cujos registros haviam sido indeferidos – foram maiores do que 50%.
Em Bom Jesus, João José Pimentel (PTB) aparece como vencedor na disputa, mas obteve apenas 6,3% dos 23.334 votos computados. A maior parte da votação (89,23%) foi anulada pela Justiça Eleitoral, porque foram votos dados aos candidatos impugnados. Em Pádua, Maria Dib (PP) teve 10.074 (37,9%) dos 26.547 votos computados, enquanto os votos que foram anulados chegaram a 60,35%.

Fonte : O Dia

ELEIÇÕES 2008

outubro 28, 2008
De acordo com o Art. 27 da Resolução do TSE n.º 22.715, os eleitos e os respectivos comitês financeiros têm até 30 dias após a eleição para prestar contas ao Cartório Eleitoral responsável pelo registro.

Assim, eleitos em primeiro turno, para que possam ser diplomados até o dia 18 de dezembro, devem prestar contas à Justiça Eleitoral até o dia 4 de novembro. Já os candidatos que venceram em segundo turno têm até 25 de novembro.


É bom lembrar que a regra vale também para os que não se elegeram, todavia têm ainda pretensões políticas nas próximas eleições. Assim como os suplentes.

FRASE DO DIA

outubro 27, 2008

” Quando um cidadão vota para presidente, vota para presidente; quando vota para prefeito, vota para prefeito; não tem ligação ”

Presidente Lula, analisando o segundo turno e a derrota em São Paulo.

DO PÁGINA CRÍTICA

outubro 27, 2008
A conta é do economista Macos Arruda: para acabar a fome crônica no planeta seria necessário o investimento diário de US$ 3 para cada um dos 850 milhões de famélicos, ou algo em torno de US$ 930 bilhões ao ano. Impossível? Que nada! Só o socorro ofertado pelos Estados Unidos e União Européia aos espertos operadores da ciranda financeira global já consumiu, nestas últimas semanas, pelo menos US$ 2 trilhões. E é só começo.

JÁDER BARBALHO

outubro 27, 2008
Quem sopra velinhas hoje (27) é o deputado federal e mandatário maior do PMDB paraense, Jáder Barbalho.

Faz 64 anos e comemora junto a vitória do PMDB em 40 prefeituras no Estado.
Biografia:
Natural de Belém, Jáder é formado em Direito pela Universidade Federal do Pará.
Foi eleito vereador – 1967 a 1971,
deputado estadual – 1971 a 1975,
deputado federal (5) – 1975 a 1983 e 2002 a 2010,
senador – 1995 a 2001,
governador (2) – 1983 a 1987 e 1991 a 1994.

Foi Ministro da Previdência Social ( 1988/1990) e da Reforma Agrária (1987/1988)

É titular da concessão dos seguintes meios de comunicação no estado do Pará: RBA Rede Brasil Amazônia de Televisão Ltda (repetidora da Rede Bandeirantes de Televisão), Belém Radiodifusão Ltda (três emissoras diferentes – Radio 99 FM, Radio Diário FM e Radio Clube do Pará AM). É também proprietário do segundo maior jornal do estado, o Diário do Pará.

Foi presidente do Senado Federal em 2001.

Jáder é candidato do PMDB novamente ao Senado em 2010.

BISPO BRASILEIRO INDICADO PARA O NOBEL DA PAZ

outubro 26, 2008
No início do mês, o Instituto Nobel da Paz, situado na capital da Noruega, Oslo, confirmou a primeira indicação brasileira ao prêmio que destaca ações voltadas a paz mundial.

O candidato é o bispo Manoel Ferreira (foto), fundador da Igreja Assembléia de Deus. A indicação não é válida apenas para o prêmio desse ano: o reconhecimento do trabalho do brasileiro fez com que o instituto o classificasse como candidato vitalício ao prêmio.

Com 76 anos, o alagoano, da cidade de Arapiraca, disputará a condecoração com representantes de mais de 190 países por trabalhos sociais com os menos favorecidos no Brasil e em outras 43 nações onde igrejas da Assembléia estão instaladas.

Apesar do cunho cristão dos trabalhos sociais realizados através da rede de igrejas espalhadas pelo mundo, Ferreira, que também é deputado federal pelo Rio de Janeiro, destaca que não é o seu trabalho missionário que o impulsionou a candidato ao prêmio Nobel, e sim a sua história em busca de paz entre os seres humanos. “É importante deixar claro que a minha indicação não é feita pela igreja, e sim pelo Brasil. O próprio instituto faz questão de dizer que a minha indicação é em razão da minha história”, destaca.

A busca do bispo pela paz já surtiu efeito em um dos lugares mais agitados do País: o Congresso Nacional. O apoio à indicação do brasileiro já reuniu todos os membros do Senado e quase 70% dos parlamentares da Câmara dos Deputados. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também endossou, na última semana, o nome do religioso como candidato brasileiro.

TAYANE

outubro 26, 2008
Na última sexta-feira (24) aconteceu no Vila Galé em Fortaleza a penúltima eliminatória do Norte Nordeste do Brasil do Concurso Super Model.
Na oportunidade mais de vinte mil garotas se inscreveram no concurso e para o orgulho e felicidade dos parauapebenses, a jovem Tayane Leão Melo de apenas 14 anos de idade, 1.76 m de altura, ficou entre as vinte meninas que participaram do desfile e se classificou para a grade final do concurso que aconteceu neste sábado(25) a partir das 15h00.
Na final as meninas ficaram na mira de olheiros de todo o Brasil e para a surpresa de todos, Tayane Leão Melo foi a grande vencedora do concurso Norte Nordeste e estará indo para São Paulo dia 28 de novembro para representar nossa região na final nacional.
Tayane já vai para São Paulo com um contrato com agência Book e ForD Models. Toda a imprensa de Fortaleza, regiões vizinhas, MTV , Forro Mundi e Revista Caras fizeram a cobertura do evento.
De parabéns a nossa querida Tayane, que é filha da Leudyce da Integral, pela brilhante conquista de destaque nacional. Orgulhando os munícipes de Parauapebas pelo seu desempenho.
Apoio: Bariloche Silva

DERROTADOS

outubro 26, 2008
Texto de Leônidas Mendes Filho. Com uma miscelânea de análise política, história e senso crítico aguçado, o colunista Léo Mendes, do site Pebinha de Açucar, expõe a sua própria avaliação do cenário político e seus atores.

Nas colunas anteriores, comentamos sobre as eleições municipais e tentamos delinear alguns aspectos do cenário político de Parauapebas, para os dois próximos anos, a partir dos resultados das urnas de 05 de outubro próximo passado.

Destacamos os “grandes vencedores”, seja no aspecto eleitoral, seja no aspecto político, seja em ambos, e as perspectivas de futuro político de cada um destes, dentro da conjuntura política que estar se desenhando para as disputas eleitorais vindouras, no caso, as gerais (em 2010) e as municipais (em 2012).
Agora, voltar-nos-emos para aqueles que poderiam ser considerados “derrotados”. De imediato, precisamos esclarecer, uma vez mais, que, em política, a “derrota eleitoral nem sempre é uma derrota política”.
De logo, se analisarmos a conjuntura partidária de Parauapebas, a partir destas eleições e de seus resultados, a primeira conclusão a que podemos chegar é que, dentre os principais partidos, na contramão do que se deu no resto do Estado, o PMDB foi o grande derrotado.
Sua derrota mais evidente, apesar de ser a menos surpreendente, é óbvio, foi na disputa majoritária para a Prefeitura de Parauapebas. Entretanto, a mais expressiva, e com conseqüências futuras mais complicadas para o partido, foi a derrota nas eleições proporcionais, pois, a bancada peemedebista (e aliados) ficou aquém do esperado.
E mais: esta ficou qualitativa e politicamente fragilizada, não por conta de demérito de seus vereadores eleitos (Francis Resende e Odilon Sansão), mas pela não eleição do vereador Agnaldo Ávila, indiscutivelmente, detentor de experiência legislativa que seria de grande valia para o PMDB, neste cenário bastante adverso.
Esta situação em muito fortaleceu o nome da vereadora reeleita Francis Resende como principal quadro político da oposição. Isto, mesmo levando-se em conta os três mandatos de Odilon Sansão, pois, este tende a uma prática política personalista na qual o partido e seus interesses mais amplos lhe são acessórios.
Ainda no PMDB, a vereadora Creuza Vicente também pode ser considerada uma que sofreu grande revés em sua carreira política. Em seu caso, sua votação foi inexpressiva e pode significar o “seu fim”, no sentido político, pois, muito dificilmente, terá meios de se rearticular e se dispor a uma nova disputa eleitoral.
Outro grande derrotado nestas eleições, tanto em nível político-partidário, como em nível político-pessoal, foi o PSC e sua liderança político-religiosa maior, o pastor Fenelon Sobrinho. Os resultados eleitorais demonstraram que sua postura oscilante (ora de um lado, ora do outro) e autoritária não encontrou eco entre seus supostos liderados.O candidato a vereador de sua predileção, Maridé Gomes (PSC), embora excelentemente votado, viu sua votação servir apenas para garantir o quociente eleitoral para a candidatura de Percília Martins (PRTB), que, confirmada sua eleição por uma coligação oposicionista, com esta rompeu e já negociou (segundo notícias) seu apoio ao prefeito reeleito Darci Lermen (PT). Não conversamos com o supracitado líder político-religioso, mas, acreditamos, que não este não era o resultado que ele esperava. Agora, resta-lhe recompor-se, senão em nível religioso (embora, pensamos que este sofrerá reflexos negativos), em nível político: é pouco provável que “nosso líder político-religioso” consiga manter suas bases unidas para uma nova aventura eleitoral. Pelo menos, não em curto prazo.
No lado governista, o grande vencedor nas urnas de 05 de outubro, também podemos verificar casos de marcantes derrotas políticas. O revés mais notável foi o do vereador Wanterlor Bandeira (PT), pois, em determinado momento da pré-campanha, seu nome chegou a ser cogitado por “rebeldes petistas” para disputa a própria prefeitura municipal.Talvez por isso, por ter “ousado desafiar”, e não pela primeira vez, pois, ao longo de seu mandato manteve uma postura de independência em relação ao governismo local, ao esquema político-partidário em volta do prefeito Darci Lermen, Wanterlor Bandeira enfrentou uma campanha permanente contra seu nome entre muitas das lideranças petistas de Parauapebas. Isto contou muito para sua derrota eleitoral, apesar de seus mais de 1,1 mil votos.
Ainda dentro do PT, outro que saiu derrotado e com um “pote de mágoas para destilar” foi o vereador João do Feijão. Sua votação foi significativa, mas não o suficiente para que pudesse manter sua cadeira na Câmara Municipal. Suas “mágoas políticas” devem-se ao fato de que, mesmo tendo sido “fiel ao prefeito Darci”, deste, pelo próprio núcleo político que lhe rodeia, o nobre vereador foi, “não tão discretamente”, distanciado.
Por fim, outra personagem política que deve ser enquadrada entre os “derrotados” desta eleição em Parauapebas, no campo governista, é a ex-titular da Secretaria da Mulher (SEMMU), Joelma Leite, pois, teve condições de estruturar-se politicamente ao longo de quase toda gestão do prefeito Darci Lermen. Se o fez, as urnas não o confirmaram e sua votação foi bem abaixo do que se esperava.
Estes ora citados, nos parece, foram os principais derrotados nestas eleições municipais em Parauapebas. Certamente, houve outros, mas sem a mesma expressão política que estes. Não obstante, convém lembrá-los (aos derrotados e aos nossos leitores) que uma “derrota eleitoral, quando (e se) bem digerida, poderá, por seu próprio aprendizado, resultar, no médio e longo prazo, numa vitória política”.E, como diz o ditado popular: “quem não sabe perder, no varejo, não saberá ganhar no atacado”.
Quem viver verá… Ou, quem sabe, chorará… ainda mais. Veremos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.