FROTA DE CARROS

O acompanhamento mensal do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) mostra que a frota paraense já chega a 691.156 veículos registrados. O município que detém a maior quantidade é Belém, com 225.602 veículos.
Comparado com o mesmo período do ano passado, quando a frota era formada por 591.754 veículos, a quantidade de carros cresceu 17%.
Fazendo uma comparação mais ampla ainda, com base do quadro de evolução da frota, em 17 anos a frota paraense já cresceu mais de 414%. Em 1990, o Pará era dono de uma frota composta por 134.536 veículos registrados. Houve um crescimento de quase 600 mil veículos até hoje.
O levantamento do Detran mostra, ainda, que apesar do automóvel continuar sendo o veículo que aparece em maior quantidade (267.382), a motocicleta foi a que apresentou maior crescimento (41%). Atualmente, o Pará todo detém 231. 309 motos registradas junto ao Detran.
O Núcleo de Monitoramento Estatístico do Detran projeta para 2012 uma frota de um milhão de veículos para todo o Estado.
Confira as 10 maiores frotas do Pará:
01 – Belém: 225.602
02 – Ananindeua: 49.284
03 – Marabá: 40.153
04 – Santarém: 36.546
05 – Castanhal: 26.789
06 – Redenção: 21.485
07 – Altamira: 17.429
08 – Parauapebas: 17.327
09 – Paragominas: 13.034
10 – Tucuruí: 12.555

4 Respostas to “FROTA DE CARROS”

  1. Anonymous Says:

    ei Zedudu, como foi feita essa estatistica? sao 17327 carros com placas de Parauapebas?
    ou sao ao todo os carros q tem aki no peba?
    pq tem mto carro aki com placa de fora neh? na prefeitura eh cheio de carro com placa de curitiba.

  2. Zé Dudu Says:

    Sao os carros cadastrados no DETRAN -PA com placas de Parauapebas.

  3. Anonymous Says:

    Zé Dudu tu não colocastes a frota de carro do Miquinhas, do Zé Alves e do Euzébio.

    Será que eles prestaram contas direitinho ou será preciso a juíza chamar na “chancha”.

    Só aí estamos falando de uns 500 carros a mais (rs).

    Será que alguém vai denunciar a farra de cargos comissionados, de cabos eleitorais oficiais. Na secretaria de educação a estratégia é diminuir a carga horária dos professores concursados para sobrar vagas para se contratar cabo eleitoral para o Euzébio. Um crime eleitoral tipificado como abuso do poder politico e do poder econômico. Isso não vai ficar assim, dizem que tanto o Sintep como o sindicato dos pegagogos vão representar com o nobre edil. Eles, os sindicatos, já chegaram ao acordo de que o vereador só tem a cara de bobo, mas é chegado a enfiar a mão na cumbuca do erário. Abre o olho Dra Juíza e dr. promotor.

  4. Anonymous Says:

    É verdade, professores concursados são discrimandos, preferem ter professores contratados, pois estes são mais frágeis e podem ser pressionados. Ou votam no Euzébio ou são demitidos.
    Basta o ministério público eleitoral pedir para ver a lista de cargos comissionados e de contratados para se verificar que a uma mítida afronta à constituiçâo federal. Pede MPE, pede pra ver a lista com a carga horária dos concursados, pede, se comprovará que eles botam uma carga horária baixa para contratarem cabos eleitorais disfarçados de professores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: