CNH NO PARÁ VAI SER COM EMPRESA AMERICANA

A American Banknote, empresa que atua no fornecimento de cartões de crédito e serviços gráficos de segurança, anunciou ontem, 9, que venceu a licitação para emissão de carteiras de habilitação no estado do Pará. Com isso, a companhia garante receita de aproximadamente R$ 11 milhões por ano.
Segundo a companhia, o contrato tem duração de 12 meses, podendo ser prorrogado por até 60 meses, e prevê um volume mensal de emissão de cerca de 25 mil documentos.
De acordo com a ABnote, apesar de o volume de emissões permanecer inalterado se comparado ao contrato anterior, a inclusão de novos serviços de biometria permitiu um aumento da receita.
O contrato prevê a emissão de Carteiras Nacional de Habilitação (CNH) e outros documentos, além da implantação e operação do sistema de captura de fotografia, assinatura e impressões digitais, com uso de pesquisa biométrica para verificação de identidade em exames teóricos e práticos.
O início do fornecimento se dará a partir de outubro de 2008.
Fonte: Valor Econômico.

9 Respostas to “CNH NO PARÁ VAI SER COM EMPRESA AMERICANA”

  1. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    O Pará é um dos poucos Estados brasileiros que ainda continua com o sistema de monopolização da emissão de CNH. Nos outros Estados, o credenciamento é feito diretamente com os profissionais médicos e psicólogos da medicina de tráfego. Nesses Estados em que a bandalheira nessa área já foi solucionada, o serviço é rápido e eficiente. Ao contrário do Estado do Pará que mantem esse absurdo que vai diretamente contra a regulamentação do CONTRAN.

  2. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    Na última licitação, da qual também participamos, o Edital foi de tal maneira carta marcada que só uma única empresa no mundo inteiro poderia ser habilitada: Climept – Clínica de Medicina e Pscologia de Tráfego (que os usuários de todo o Pará tem conhecimento de ser péssima prestadora de serviço – isento meus colegas, especialistas em medicina de tráfego de qualquer culpa.)

  3. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    No Edital de licitação em que foi novamente vitoriosa a empresa Climept, haviam tantos vícios atentando contra a moralidade do serviço público, devidamente ignorados pela Comissão de Licitação, que ainda conseguimos adiar o processo licitatório por algumas vezes. Fomos vencidos, é verdade,e a bandalheira continuou.
    Foi a Lei,ou a ausência do seu cumprimento, favorecendo privilegiados.

  4. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    Oxalá, ventos novos tragam algo de bom ao receptivo Estado do Pará. E que junto com a Banknote também venha a extinção do monopólio da medicina de tráfego para o bem dos usuários do Detran e dos médicos, humilhados pelo excessivo volume de serviço e vil salário. Para se ter uma idéia, é cobrado do usuário pouco menos de R$60,00 e é repassado ao médico, algo em torno de R$5,00 pelo exame. É o Detran.

  5. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    A propósito, o monopólio da medicina de tráfego no Pará pela Climept, com anuência da direção geral do Detran, ja dura 14 anos, para o sofrimento dos usuários do Detran.

  6. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    Correção: A licitação de qwue participamos se refere à exames de medicina de tráfego. Nada em relação a emissão de CNH, somente exame médico.

  7. Anonymous Says:

    Mas Dr. Hipólito, sabe porque esse monopolio.. ou monobel.. tudo é politica.. quem manda e faz troca de favores na clinica que atende o detran.. é a dona Bel Mesquita.. como deputada.. ela agilizou e a clinica botou dinheiro.. Se acerta o olho da Dra. Petrina.. a Bel pega conjutivite.. rsrs. a verdade é essa. Realmente o serviço ta pior que do cartório alberto santiss.. vix… uma hora a fonte seca.. nada é pra sempre… um abração doutor.. depois que voar um pouco.. falou.. valeu ZDD.. o blog ta mexendo com muita gente. ….fui…

  8. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    Meu caro anônimo, voar é sempre um prazer. Recomendo a você também. Faz bem e nos isenta a mente de fazer comentários levianos em torno das pessoas, quando tratamos das instituições. O monopólio a que me refiro é o da medicina de tráfego no Estado do Pará que já dura 14 anos e todos, sem exceção, ao longo desse tempo tem igual culpa pela perpetuação do erro, inclusive nós, cidadãos comuns que nos calamos ante as inúmeras imposições que o Estado covardemente nos impõe.
    Drª Petrine exerce apenas a função de especialista em medicina de tráfego, assim como também exerci, com todo o rigor nos exames que realiza. Todos sabem disso. A clínica já existia e prestava serviços para o Detran muito antes de Bel Mesquita ser Deputada. Por acaso os únicos dois especialistas na área existentes na região quando iniciou o serviço em Parauapebas, eramos Petrine e eu, que pedi demissão e a convidaram. Seu comentário é de direito, mas não razoável ou pertinente ao tema.

  9. Dr. Hipólito Reis Neto Says:

    A propósito a Clinica não faz favor a ninguém, cobra de todo mundo a taxa pelos serviços que presta. Com relação ao Cartório Alberto Santis, foi a falta de atenção do Estado que permitiu que durante tantos anos houvesse um só cartório em Paruapebas. Mais uma vez, meu amigo, há que distinguir as pessoas das instituições. Quem de nós protestou contra isso?
    Foi bom falar com vc. Um abraço.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: