O SOBE E DESCE DAS PREFEITURAS DO PARÁ

O PSDB vem despencando politicamente de 2000 pra cá. Se não houver uma modernização e conscientização dos dirigentes do partido, ele tende a se enfraquecer mais ainda.

Em 2000 o PSDB governava 46 municípios paraenses, oito anos depois, são apenas 13 os municípios onde o PSDB governa.

Quem cresceu muito foi o PMDB que em 2000 administrava 35 cidades, caiu para 23 em 2004 e agora já são 39 sob a tutela do PMDB.

O PT tinha 7 cidades em 2000, subiu para 18 em 2004 e agora tem 27 prefeituras governadas pelo PT.

A política paraense mostra um cenário de sobe e desce constante. A cada quatro anos esse panorama se altera, conforme as nuances políticas do momento.

Anúncios

5 Respostas to “O SOBE E DESCE DAS PREFEITURAS DO PARÁ”

  1. Anonymous Says:

    e aí cadê a tua Bel, se fudeu prego. Te fode agora. rsrsrsrs zé ruela dudu.

    Te prepara o próximo é você.

  2. Zé Dudu Says:

    Estou no aguardo, corajoso anônimo. Deixei passar este post apenas para o conhecimento dos vermelhinhos. Saibam que como estes foram 2103 durante a campanha. Mostra o nível de alguns. E aqui quero me desculpar com os demais que souberam usar o espaço democraticamente, discutindo, argumentando e defendendo o seu lado. Felizmente corajosos anônimos como o acima são minoria. Bom para o PT, bom para Parauapebas que assim o seja.

  3. Anonymous Says:

    Zédudu
    Realmente você fez bem em filtrar este tipo de argumento e quem acessa seu blog merece de fato leituras ou expressões mais apuradas. Continues firme no propósito de abrir o espaço do blog para a discussão. Mas poupe-nos desses cometários baixos. Sou PT e estou contigo no debate.

  4. Zé Dudu Says:

    Tô ligado! Diferente da posição do anônimo corajoso, ter ganho Darci não alterará em nada a minha vida e de minha família. Assim como se fosse Bel a vencedora. Certas pessoas que não influenciam em nada a vida política de nosso município teimam em pensar diferente. Que assim seja!

  5. Anonymous Says:

    ao blogger: penso equivocada a conclusão. Os resultados não mudam a cada quatro anos, conforme as nuances políticas. A “bancarrota política” do PSDB é nacional. A ascensão do PT também é. Os partidos aliados ao PT, no geral, também crescem; os partidos de oposição diminuem. Todos navegam – ou navegavam – na onda da economia estável. Daqui pra frente a economia vai continuar a ditar o ritmo do fortalecimento ou enfraquecimentos das agremiações políticas.

    Mas veja que a performance de 2008 foi bem menor – em etrmos relativos, é claro – do que o salto de 2004, quando pulou de 7 para 18, ganhando 11 novas prefeituras. Agora, aumentou 9 prefeituras. Este fenômeno pode ser explicado em grande medida pela oscilação do PMDB, que está sabendo – até mais do que o PT – tirar proveito do fato de ser aliado nacional e estadual do partido de Lula-AnaJúlia.
    Nas duas próximas eleições, apostaria que a polarização será entre PT e PMDB.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: